DNA CORROMPIDO

B”H.

Caro rabino Avraham, e demais bnei Noach, boa noite.

Acabo de vivenciar uma aula maravilhosa do rabino Avraham, que como sempre faltam palavras com o mesmo nível e com a mesma profundidade para descrever, aqui, a reação e o impacto de tais verdades em todo o meu ser, com cada palavra dita, que por sua vez traz descobertas profundas e que nos atinge diretamente.

Nesse shiur podemos perceber e entender que não há riqueza maior nesse mundo do que A SAGRADA TORÁ de HaShem (que não é desse mundo), e que Ela é de fato o manual que D-us deixou para que através do conhecimento nela contido pudesse nos trazer de volta aO nosso CRIADOR (B”H.).

Peço aos demais amigos que desfrutem desse rico shiur e depois peço que deixem as suas impressões. Tenho certeza que esta aula fará muito para o amadurecimento de todos nós.

OBS.: baixem o pdf em anexo à aula,

Desejo a todos tudo de bom.

Att,

Joao Luiz

4 opiniões sobre “DNA CORROMPIDO

  1. Pela Graça de D-us,

    Bom dia Amigo,

    Esta aula é como um choque de energia em nossas mentes. Contém assuntos que não são revelados em lugar algum. Ainda bem que este choque queima somente a má inclinação.

    O Rabino Avraham não se preocupa em falar de forma politicamente correta, nem em atrair sorrisos, ele fala abertamente sobre assuntos que são muito delicados (para muitos até mesmo deixado debaixo do tapete, como aquelas limpezas mal feitas). Fala de forma chocante da questão sexual. É o assunto mais íntimo na vida de um ser humano. Isto foi o que me atraiu à Ele, porque qualquer estudo sem esta visão interna (intima) das coisas, não tem verdade. É como um corpo (estudo) sem alma (vazio).

    Um alerta especial do Rav nesta aula, é o cuidar dos olhos. Imagens femininas abusam diariamente de nossos olhos. Inevitavelmente estas imagens urgem em momentos mais íntimos, e isto é o mesmo que ter relações ilícitas. A proibição de Relações ilícitas é uma lei noética. Vejam como nossas leis não são tão simples assim? Sim, porque os olhos vêem, o cérebro grava, e a má inclinação ativa a imagem, e nesse processo, o homem acaba sendo culpado, porque quando a imagem aparece, é o Eu Quero, o Eu agindo, criando uma transgressão, um acusador contra nós. Vocês podem confirmar estas informações aos 19:17min do áudio, o Rav menciona as dimensões visíveis e invisíveis deste mundo. No momento oportuno (durante a intimidade conjugal) este ser criado aparece, e nos faz pecar ainda mais quando esta intimidade é feita com este pensamento, resultando no encarnar destas entidades neste mundo, como explica o Rav citando o exemplo do Talmud aos 25:58min do áudio.

    É preciso orar muito contra isto. Particularmente pronuncio três vezes Chaz V’shalom, quando vejo, e sinceramente passei a ter nojo destas imagens, uma sensação de moscas voando na volta.

    Espero que muitos comentem, pois é uma aula proposital aos noéticos.

    Obrigado por postar esta aula amigo.
    Edson Bertoldo.

  2. B”H.
    Caro sr Edson,e demais bnei Noach, bom dia.
    É exatamente essa a carga negativa que carregamos no nosso código genético, fruto dessas relações não sancionadas entre aquelas entidades e as bnot Adam, desde os tempos antigos e é essa uma das causas das muitas formas de bestialismos que há no mundo hoje, no meio daqueles desprovidos de consciência de HaShem, pois há um remédio para tratamento desses “sintomas”, que foi “receitado” em uma “Receita” sagrada que é a TORÁ de HaShem que é O Médico dos médicos e que foi ordenada (outorgada) aos seus escolhidos, o Povo Judeu, que por sua vez tem essa tão bendita “função” de nos “medicar” visando a retificação do nosso DNA que será completamente retificado na ocasião da vinda do único e verdadeiro Mashiach (que seja em breve, se D-us quiser).
    E podemos já sentir patente em nossas vidas os reflexos desse tratamento, pois o que antes exigia um tremendo esforço para evitarmos ( “pensamentos e ações” negativas), na medida que nos tornamos constantes no “tratamento”, e sabendo que o que diferencia o antídoto do veneno é a dosagem, tomando por partida o conceito de midá kneged midá, na medida que o tempo passa esse esforço tremendo já não é tanto, sendo quase “automática” a recusa do mal e os esforços passam a ser direcionados para coisas cada vez maiores. Mas devemos sempre nos manter alertas com tudo, pois como vimos no shiur da Parashá Nitsavim que o mal se traveste de muitas formas, inclusive em aparência de bem (Cház vShalom).

    Desde já agradeço a todos e em especial ao nosso Mestre, rabino Avraham que nos tem tão bondosamente nos “medicado”.

    Att,
    Joao Luiz

  3. Bom Dia Estimado Rabino Avraham e Colegas,

    sr. João muito obrigada pela participação ativa e por compartilhar conosco suas palavras.

    Fui agora de manha ouvir a aula pelo sr. proposta.
    Realmente é uma aula com revelações espantosas!
    Só a introdução da aula é uma grande aula.
    Quem não se espanta ao ouvir que o mundo que vivemos é o mundo da mentira. Onde as coisas, na verdade estão invertidas como uma imagem num espelho ?
    E isto também se reflete em nossa conduta mental e percepção. É uma sensação de viver num grande cenário. ( assim sinto eu )

    Mas gostaria de compartilhar com os colegas o que me fez para para refletir.
    Claro que também é espantoso saber que nossa genealogia possui elementos estranhos. Ou seja que no nosso passado convivemos e interagimos com seres de uma outra natureza e dimensão.

    Mas o ponto que chamou minha atenção foi ” boa intenção ” destes elementos espirituais.
    Aqui se encontra uma lição muito grande e um alerta em vermelho! ( falando apenas por mim )
    Como é extremamente perigoso o desconhecimento não apenas teórico, mas de ordem pratica das leis que regem cada domino espiritual em particular.
    E as leis deste domínio que habitamos, o mundo da ação, da matéria são fixas, muito rígidas, causando uma limitação real.
    Na explicação do Rabino ficou evidente que estes seres ao se investirem de corpos físicos a ” tarefa primordial ” a ” boa intenção ” foi esquecida.
    E não exatamente isto que ocorre conosco ?
    Nascemos com um propósito, uma missão, mas ao entramos num corpo físico, como o Rabino explicou na aula ” Mundo Caído ” o risco de sermos absorvidos pelo meio que nos circunda e acabar esquecendo qual o propósito de nossas vidas aqui é muito grande.

    Rabino Avraham muito obrigada por ter nos ensinado a dizer toda manha o ” Modê ani ” . É uma grande misericórdia Hashem nos dar mais um dia para lembrarmos o que viemos aqui fazer.

    E muito obrigada por todos este vasto material santo ! Que tempo todo, como uma fonte jorrando, nos faz refletir e não esquecer qual é nossa missão, nosso trabalho espiritual.

    Muito obrigada sr. João pela participação e obrigada aos colegas por lerem estas palavras.

    Tudo de Bom e Doce
    Eternamente Grata
    Regina

    • B”H.
      Cara Sra Regina e todos os demais bnei Noach, muito boa noite.
      Estive ouvindo em outro shiur (iluminado como todos os shiurim do Rav) do rabino Avraham que essa percepção que hoje podemos ter, de que há um mundo de ilusão com o único propósito de enganar e de impedir que façamos teshuvá/retorno a HaShem, quando, ainda que em níveis mais baixo, meditamos na Sagrada Torá, no nosso caso bnei Noach dentro daquilo que nos é permitido. Somente assim podemos constatar a klipá, bem como todas as forças de tumá/ impureza que tem como objetivo impedir que trilhemos no caminho da retificação, justiça e benevolência.
      Caso contrário, se déssemos prioridade para viver numa vida materialista e sem dar a mínima para as realidades espirituais, nós mesmos não perceberíamos tais forças sutis, como hoje podemos graças a D-us.
      E cabe a nós nos mantermos constantes e gratos a HaShem por ELE ter nos agraciado com as instruções santas do rabino Avraham Shilita, pois elas são para nós porto seguro e vitais na nossa caminhada durante toda a nossa vida.

      Agradeço a sra e em especial ao nosso Rav por ele ter dedicado e investido tempo para nós.

      att,
      Joao Luiz

Nenhum comentário será respondido

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s